voltar

Pesquise sobre nossas escolas, notícias, portais e páginas.
(apague o campo para eliminar a pesquisa.)

Seduc e Sintese dialogam sobre melhorias para o magistério estadual

Por Leonardo Tomaz
- 23/06/2022 15:51:00
506 acessos imprimir

O superintende executivo da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura, professor José Ricardo de Santana, acompanhado de diretores de departamentos da Seduc, reuniu-se nesta quinta-feira, 23, com dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica do Estado de Sergipe (Sintese) para debater melhorias no Diário Eletrônico de Classe, reajuste da gratificação de interiorização, dentre outras pautas. Outro ponto debatido no encontro realizado de forma online foram as condições para garantir educação especial nas escolas e recomposição das aprendizagens. 

 

A reunião foi iniciada com a apresentação das pautas pelo presidente do Sintese, professor Roberto Silva. O primeiro ponto trazido pelo dirigente diz respeito ao prazo de preenchimento das aulas no Diário Eletrônico. O prazo determinado em portaria pela Seduc é de 48 horas. Outra solicitação é referente ao aperfeiçoamento da plataforma a fim de dinamizar o manuseio por parte do professor. O sindicato também reivindica que a utilização do diário seja adaptada para as turmas de 1º ao 5º anos do ensino fundamental e que também amplie para as salas de recursos. "Como o diário realmente veio para ficar, a gente entende que essas mudanças são extremamente necessárias”, disse.

 

O presidente do Sintese ainda fez sugestões a respeito do reajuste da gratificação de interiorização para que ocorra de acordo com a inflação econômica. Ele falou ainda sobre a formação de professores da educação especial, questões dos readaptados e apoio socioemocional nas unidades de ensino.

 

Respondendo aos pontos apresentados, o superintendente executivo da Educação, professor José Ricardo, acolheu as sugestões do sindicato quanto às melhorias no diário. “Quanto aos prazos, a gente precisa alinhar com mais precisão e atenção. O preenchimento dessas aulas em tempo hábil é essencial para o desenvolvimento das atividades educacionais. Ajuda o professor, a gestão da escola e os estudantes, porque é a partir dele que será possível identificar se o aluno está em risco escolar, um dado que tem aumentado no último bimestre. Nosso objetivo é sempre trabalhar com foco na melhoria desse serviço. Mas podemos adiantar que vamos, sim, analisar esses ajustes, sobretudo para as turmas do 1º ao 5º ano do ensino e a ampliação para as salas de recursos”, declarou o gestor, ressaltando que as demandas apresentadas serão deliberadas e respondidas por meio de ofício em até 30 dias.

 

A audiência também contou com a participação da diretora do Departamento de Educação (DED), professora Ana Lúcia Lima, que falou sobre o que já está sendo pensado e organizado sobre as melhorias no Diário Eletrônico, especialmente sobre a adpatação para as turmas de 1º ao 5º ano e ampliação a educação especial, além das formações para professores. Já o diretor do Departamento de Recursos Humanos, professor Jorge Costa Cruz Júnior, fez algumas considerações quanto à realização do concurso público, contratação temporária de professores, por meio do projeto Carência Zero, além da lotação de mais de 600 profissionais de Apoio Escolar I e II, e a abertura do edital de Intérprete e Tradutor de Libras, com 70 vagas.