voltar
Pesquise sobre nossas escolas, notícias, portais e páginas.
(apague o campo para eliminar a pesquisa.)

Colégio Estadual Francisco Rosa ganha Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora

Por Leonardo Tomaz
- 12/06/2019 16:06:00
583 acessos imprimir

 

Com o projeto Mãos Realizando Sonhos, idealizado pela professora Beijanivy Abadia, o Colégio Estadual Francisco Rosa, localizado no conjunto Bugio, em Aracaju, foi agraciado com o primeiro lugar no Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora 2019, em solenidade realizada nesta terça-feira, 11. Cerca de 80 alunos do ensino médio em tempo integral desenvolvem ações de arte e preservação do patrimônio público em todo o ambiente escolar.

 

Emocionada com o reconhecimento, a professora Beijanivy Abadia conta que o prêmio chega como um forte estímulo para os estudantes. "Quando começamos esse projeto a nossa intenção foi influenciar a mudança de atitude. Nesse sentido, a gente trabalhou valores sobre o que você pode identificar e o que você pode mudar. Trabalhamos o empreendedorismo, o protagonismo e principalmente a cidadania. Aliado a isso, procuramos enaltecer a preservação do patrimônio, que é onde eles convivem a maior parte do seu tempo", celebra a professora.

 

O colorido dos painéis está por toda parte da galeria Francisco Rosa. Corredores e áreas de convivência que dão acesso às salas de aula não são como antes. A partir do ‘Mãos Realizando Sonhos' os alunos revitalizaram os espaços e transformaram o ambiente escolar.

 

Um dos jovens artistas que ajudou na criação dos painéis, o aluno Mateus José de Jesus Oliveira, conta que ficou feliz com o resultado do prêmio. "Sem a ajuda da professora Beija, acredito que não chegaríamos a esse resultado. Ela sempre nos estimulou nossa criatividade e o pensamento crítico", afirma o estudante, lembrando que aprendeu a gostar de arte por conta do projeto.

 

Para o gestor da unidade de ensino, professor Rubens Freire dos Anjos, esse é o papel da escola: estimular as boas práticas no ambiente educacional. "A gente recebe essa notícia com muita alegria, porque se trata de um projeto que transcende os muros da escola e proporciona um vasto repertório cultural e diferenciado para nossos estudantes", celebra o diretor.

 

Empreendedorismo na prática

 

Aliado ao trabalho de arte e preservação do patrimônio, o projeto também desenvolve ações de costura a partir de materiais reciclados. Os estudantes criam peças e almofadas para compor o ambiente das áreas de convivência.

 

Maruse Pereira da Silva, professora e colaboradora do projeto, explica que o projeto Alinhavando Sonhos é uma ação que vem complementar as atividades do Mãos Realizando Sonhos. "Nesse sentido, nós pegamos sacos de padaria, confeccionamos almofadas, tanto para os bancos quanto para os encostos, tudo oriundo de material reciclado doado por empresas de estofaria. É um trabalho feito para que os alunos consigam criar um sentimento de pertencimento do ambiente em que estão inseridos", detalha.

 

A aluna Laura Victória da Silva Gomes relata que antes os alunos estavam insatisfeitos com a situação do colégio. "E o projeto foi de extrema importância para mudar essa realidade. Um lugar em que a gente se sente bem e que tem a nossa identidade", destaca a jovem protagonista.

 

A professora Beijanivy Abadia acredita que o ensino integral é um dos principais fatores para o estímulo do protagonismo estudantil. "Sem dúvidas isso foi muito importante para o sucesso do projeto. No integral a gente tem mais tempo para planejar as atividades, e os alunos têm mais tempo na escola para executá-las", finaliza.